Vivat Cor Iesu,

Per Cor Mariae!

Irmãos e irmãs em Cristo, bem vindos de volta ao CommunioSCJ! Nesta semana continuaremos a refletir sobre a figura de Orígenes, desta vez a partir da segunda catequese do Papa Bento sobre o mesmo (o link para o texto integral da catequese está no final do texto). Nela, o Santo Padre ressalta dois temas – para ele os mais atuais das reflexões de Orígenes: a oração e o sacerdócio comum dos fiéis. É sobre a primeira que refletiremos neste post.

“Da perspectiva de Orígenes, com efeito, a compreensão das Escrituras requer, ainda mais que o estudo, intimidade com Cristo e a oração”. De fato, é isso mesmo que compreendemos quando a Dei Verbum (n. 12), do Concílio Vaticano II, nos diz que devemos ler a Sagrada Escritura com o mesmo espírito com que fora escrita. Vemos, por um lado, como é verdadeiro o testemunho de Bento XVI, quando ele afirma que Orígenes influenciou toda história da lectio divina no Ocidente cristão através de Santo Ambrósio e Santo Agostinho – o Concílio aconteceu mais de mil e setecentos anos depois da morte de Orígenes.

Importante é notar, por outro lado, que Orígenes não despreza o estudo – não mesmo: basta recordar a Hexapla. Assim sendo, reafirmando a partir dele o valor da exegese, não podemos deixar de estudar com afinco as Escrituras: “Ignorar as Escrituras é ignorar Cristo”, como disse S. Jerônimo.

Isso, contudo, não é suficiente. Nas palavras do próprio Orígenes: “não deves, porém, contentar-se em bater e procurar: para compreender as coisas de Deus é absolutamente necessário a oratio”. A relação com o Senhor é fundamental para compreender a dinâmica de vida que Ele nos propõe em Jesus Cristo – é esta relação que chamamos oração. E uma das formas mais recomendadas para a oração pessoal é a lectio divina.

E, como relação com o Senhor, nossa oração não pode ser comandada por nossas emoções (“rezo quando tenho vontade”), mas exige disciplina (ascese) e esforço pessoal: todo dia devemos separar um momento do nosso dia para o diálogo com Aquele sem o qual deixaríamos de existir. Só quem faz a experiência pode dizer quanto isso alimenta o dia e dá forças para traduzirmos nossa fé em obras. Experimente você também!

Abraço e até semana que vem!

Catequese do Santo Padre, o Papa Bento XVI “Orígenes II – A Doutrina” de 2 de maio de 2007:

http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/audiences/2007/documents/hf_ben-xvi_aud_20070502_po.html

Na aba “Documentos da Igreja” vocês agora encontram alguns links para acessar os documentos do Magistério diretamente a partir do CommunioSCJ – confira, acesse, deixe sua mensagem!