Caros irmãos, o Tempo Pascal continua e neste quarto domingo, celebramos, com o evangelho do Bom Pastor (cf. Jo 10,27-30), o dia mundial de oração pelas vocações. Dedicaremos, então, esses momentos de reflexão para escutar a voz do Pastor e rezar pedindo por aqueles que devem fazer essa voz ressoar por toda a terra.

A metáfora de Deus como pastor que tem um Povo como seu rebanho remonta ao Antigo Testamento e é cheia de significado para nossa espiritualidade. No capítulo décimo de seu evangelho, São João apresenta Jesus como o Bom Pastor salientando, diversas vezes, 896d0696ceque as ovelhas ouvem e conhecem a voz de quem as guia (cf. Jo 10,3.4.16.27) enquanto não reconhecem a voz dos estranhos e fogem (cf. Jo 10,5).

É essencial conhecer Sua voz para permanecer em Suas mãos e receber a vida eterna! Pois, o que seria pior do que colocarmos nossa esperança em quaisquer palavras vazias deixando-nos guiar por impostores no lugar da Palavra da Vida? Na fé que ressoa há 2000 anos no coração da Igreja encontramos o rumo seguro para as nossas vidas. Que o Senhor, na Sua misericórdia, nos dê adestrados ouvidos de discípulos para permanecer no Seu Amor.

Nesse sentido, podemos (e devemos) rezar pedindo a Jesus que mande para a Sua Igreja pastores segundo o Seu Coração (cf. Jr 3,15). Pois, como pergunta o Apóstolo na Carta aos Romanos: “como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão falar, se não houver quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados?” (Rm 10,14-15). Assim, hoje, convido todos, junto com as preces que fazemos pelas nossas mães, a rezarmos por todas as vocações sacerdotais a fim de que o rebanho não desfaleça por falta de pastores.

Que a bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja, interceda por nós e suscite no coração dos jovens o pleno sim ao chamado de Deus e sustente-nos em Seu serviço. Regina caeli, laetare, alleluia: quia quem meruisti portare, alleluia, resurrexit, sicut dixit, alleluia. Ora pro nobis Deum, alleluia.

 

Anúncios