Jesus ensinando

Caros irmãos, na celebração do décimo nono domingo do Tempo Comum, o Senhor nos chama à vigilância (cf. Lc 12,32-48). Peçamos que sua Graça nos desperte e nos sustente no caminho.

Precisamos, antes do mais, descobrir se estamos acordados. E Jesus nos dá um critério: o tesouro do nosso coração. Se pararmos um pouco e nos perguntarmos o que está no centro da nossa preocupação, descobriremos qual é nosso tesouro… “Porque onde está o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração”, diz o Senhor (Lc 12,34). Em outras palavras, todos temos alguma coisa muito valiosa pela qual estamos vivendo, mesmo que não nos demos conta disso. Então, perguntemo-nos: que motivação tenho eu nas atividades cotidianas? Por que tenho feito o que tenho feito? E respondendo com sinceridade poderemos perceber se o centro de nossas atenções está nas coisas da terra ou nas coisas do céu.

Ora, se nossa vida está voltada para a terra, ou seja, para as coisas do Senhor, estamos como que dormindo, iludidos pelas promessas daquilo que é passageiro. Mas, “Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar” (Lc 12,37)! Se nosso coração está voltado para o Senhor de todas as coisas, então, temos já dentro de nós a fonte que jorra para a vida eterna. E é lá (somente lá) que nosso coração pode repousar em perene paz. Coloquemos nosso coração em Deus e estaremos sempre acordados – vigilantes!

Que a Bem-aventurada Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa, interceda por nós a fim de que tenhamos os olhos fixos na nossa meta, Seu Filho, nosso Senhor, por quem recebemos a promessa de que o Pai nos quer dar o Reino (cf. Lc 12,32). À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó virgem gloriosa e bendita. Amém!

Anúncios